13 de março de 2009

Cortei o cordão

Pois é. Hoje dei mais um passo em frente. Cortei mais um cordão com o que me prendia ao passado. Passo a explicar.

Trabalhei numa Embaixada durante 5 anos. Saí no final de 2007. Há cerca de 1 ano atrás, informaram-me que ia receber um bónus por cada mês que lá trabalhei, tal como todas as pessoas que trabalham para o MNE ou embaixadas do mundo inteiro daquele país. No entanto só fui informada deste meu direito porque um colega ameaçou sair ou ia sendo despedido, já não me lembrmbem, mas acho que ia sendo despedido, então ele teve conhecimento deste bónus, e informou-me também. 

Entretanto o tempo foi passando, e apesar das minhas insistências, o dinheiro não aparecia. 

Hoje, porém, deu-se o milagre e já me foi pago o devido. Ainda bem, não vá o país ir à falência, como a Islândia.

Agora posso, oficialmente, dizer que já nada me prende àquela instituição ou àquelas pessoas. Foram 5 anos em que fui morrendo lentamente, trabalhando com pessoas muito... Peculiares, e cujo ambiente não era nada saudável.

Claro que nestes 5 anos tive momentos bons, mas os maus foram, sem dúvida, muito mais. E cada um mais estranho que o outro.

Em parte este blog foi criado devido aos episódio daquele local de trabalho. Como por brincadeira, uma amiga minha dizia que eu devia escrever uma novela chamada "The Embassy" onde retrava o que lá se passava. Claro que nunca o fiz, nem tenciono fazê-lo, mas riamo-nos com aquela ideia.

Agora posso finalmente fechar este capítulo da minha vida.

2009 - O ano da mudança

3 comentários:

Cindy disse...

Porreiro! Nada melhor que cortar com aquilo que nos mata!

Não sei o valor, mas até podes tirar umas férias para comemorares!

Beijokas boas e bom fim-de-semana!

gui.tattoo disse...

O último cordão que cortei, foi o umbilical,e já vai para 7 anos. Aquele unia o meu filho à minha mais que tudo...
É um momento que recordarei até ao meu último dia da existência, como sendo dos mais belos e únicos de sempre enquanto homem.
Esta é a minha história com cordões.
;)

Tretoso Mor disse...

Tablete apimentada,

Permite-me que te trate assim, pois para além de ser mais simpático para mim, dá uma trabalheira dos diabos escrever aquele "combóio" de palavras que é "Chocolate com Pimenta"... eheheh

Bom, TRETAS na vida que em determinada altura temos mesmo de lhes pôr um fim e cortar as "ligações" com elas, sejam elas quais forem.

Por vezes não é fácil, mas outras vezes, funciona até como um alívio!..

Embora nos primeiros tempo fique um doce amargo na mente, gradualmente vai ficando só doce como recordação.

Tretices grandes para ti.