13 de maio de 2009

2 Atitudes diferentes quando se está alcoolizado

No sábado passado ofereci um jantar em minha casa a amigos, e de seguida fomos ver os grande GNR à borla num concerto ao ar livre em celebração do 612º aniversário da Freguesia onde resido.

Levei o meu fiel companheiro, Big, que assistiu ao primeiro concerto, e passou por duas experiências, no mínimo, curiosas.

Primeiro, quando iamos a andar mais para a frente, vem um homem alcoolizado de braços abertos e fazer grunhidos, de forma a assustar o meu cão. Ora, quem se mete com o meu cão, mete-se comigo, então empurrei-o e disse para se afastar. Os amigos disseram que ele estava só a brincar, mas parece-me que ele fazia melhor se fosse brincar com a pilinha dele.

Mais tarde, estava a desfrutar do concerto quando vem um rapaz de cabelo comprido, lançou-se de joelhos ao Big, que nem jogador de futebol, agarrou-lhe o focinho com as duas mãos e espetou-lhe um beijo na boca. O mais curioso foi que o meu cão, mariquinhas como só Deus sabe, nem reagiu muito e deixou-se ficar. 

Ainda bem que a minha fera não o é.

3 comentários:

Cindy disse...

O teu cão deve ser é um querido, isso é que é!
Andas muito resmungona, mulher!
Descontrai!
Beijocas boas

Deusa disse...

O jantar foi muito giro, miúda! Divertimo-nos imenso e a comida á la Chef Pena estava deliciosa! E o momento musical foi engraçado tmb! A ver se repetimos o jantar e olha, quem tiver, está, quem não...azarito deles! Obrigada e beijos grandes!

gui.tattoo disse...

Grande Big, a protagonizar uma cena digna de um filme sobre bêbados...
Portou-se lindamente...

Parabéns também a dona pela educação que lhe deu ;)