12 de fevereiro de 2009

Banho Turco

Há coisas que contadas até parecem mentira. Hoje lá fui eu "ginasticar", como dizia o Gualter na sua famosa música da Rua Sésamo, e a seguir fui fazer o meu banho turco, para ajudar com a tosse.

O banho turco e sauna no meu health club não são mistos, ao contrário dos do Solinca, e estão junto à área dos duches, na zona dos balneários.

Para quem desconhece como é um banho turco, faço aqui uma breve descrição: É uma sala, normalmente branca, com locais para nos sentarmos, com o ar muito quente, mas húmido, o que causa que o ar quente gasoso, que por vezes nos dificulta a visibilidade em muito, quando em contacto com a parede, tecto, etc, se torne líquido, o que faz com que os locais onde nos sentamos estejam molhados. O nosso corpo transpira muito, e as gotas de suor escorrem a pingar.

Como é um local público, e visto termos que estar sentados, é aconselhável levar uma toalha para cobrir as partes íntimas, nem que mais não seja para não apanharmos nenhuma doença. Nunca se sabe.

Quando entrei estava lá uma "senhora", com uma toalha de banho no banco e à sua volta. Eu entrei com a toalha de treino, ou seja, a mais pequena, deixando a de banho no banquinho do lado de fora, enrolada no meu champô, gel de banho e as minhas luvas esfoliantes. Passado um bocado, a referida pessoa saiu. Eu ainda fiquei. Não muito mais tempo depois saí eu. Quando olho para o banco, vejo apenas as minhas coisas, mas não a minha toalha. Até que olho para cima e vejo uma toalha pendurada. Achei muito estranho alguém pendurar a minha toalha, até porque teve que mexer nas minhas coisas. Quando agarrei a toalha, tudo fez sentido. A toalha estava molhada, e o estupor da velha deixou lá a dela e levou a minha que estava seca, porque não a levei para dentro do banho turco.

Fiquei possessa. Fui tomar banho e só me apeteceu gritar lá dentro, quando já tivesse dentro das cabines de banho, que sabia que me tinham tirado a toalha seca e trocado pela molhada, e que sabia ter sido a velha. Mas depois não o fiz.

Acabei por ter que me secar a uma toalha já húmida do banho turco e quase encharcada por causa do cabelo.

Sinceramente...

3 comentários:

Cindy disse...

Olha que é preciso ter uma lata!!!
O raio da velha!
A próxima vez que te encontrares com ela, já sabes!

Bom fim-de-semana!

gui.tattoo disse...

É lamentável...
e ainda dizem elas (as velhas): que esta juventude está perdida!
Tenho dúvidas.
Mas assim aprendes-te que não se deve confiar em velhinhas aparentemente inofensivas.
Certo?

Irina Duarte Silva disse...

Que cena!