5 de fevereiro de 2009

A crise também chega aos veterinários

Ontem levei a minha fera maluca ao veterinário para que o Dr. Luís visse de um dos 500 mil sinais que ele tem, pois este em particular anda a rebentar e sangrar, sujando o carro, as mantas que cobrem os sofás, etc.

Ficou marcada destartarização dos dentes e remoção de todos os sinais e mais uns chumbos encontrados numa das patas traseiras, a juntar aos 9 chumbos que o anterior dono teve a amabilidade de lhe deixar como recordação, sem contar com os 2 tirados dos testículos.

Com estas despesas, o check-up do meu cão passou para o próximo mês. Afinal, o dinheiro não estica.

Quando fui fazer a marcação, ouvi uma das senhoras que lá trabalha ao telefone com uma cliente, a pedir o pagamento. Não percebi se tinha sido a senhora a ligar para marcar a vacinação de um dos 3 cães, e pediu para pagar mais tarde, ou se já devia de outras intervenções. Uma coisa é certa: a senhora dizia que só podia pagar em Abril ou Maio. Usava como argumento para a deixarem pagar nessa altura o facto de ser dona dos tais 3 cães, e que já á tinha feito isto e aquilo. Foi então que a mulher do Dr. Luís interveio, pois agora também trabalha no consultório, e falou com a outra senhora, de forma mais "grossa".

Infelizmente, a crise chega a quase todos os sectores e pessoas (excepto à Pizza Na Brasa), e um animal de estimação não é barato de se manter. Por esse motivo tenho visto, e ouvido, casos de animais abandonados, que são largados de carros em plena auto-estrada, acabando muitas vezes por serem atropelados e morrerem.

Para ajudar à festa, no nosso (atrasado) país, as despesas que se têm com os animais de estimação não são dedutíveis no IRS, ao invés do que se passa em Inglaterra, por exemplo. Se cá se passasse o mesmo, certamente que o número de animais abandonados diminuiria. Mas se não têm mesmo possibilidade de manter o vosso amigo de quatro patas, pelo menos entreguem-nos a associações.

Costuma-se dizer: Mesmo que atires pedras a um cão, ele não te vai abandonar.

1 comentário:

Cindy disse...

Infelizmente o abandono de animais é cada vez mais, o prato do dia... Pobres criaturas...

Quanto aos pagamentos, eu admira-me é os veterinários fiarem esse tipo de serviços... por mim pagava na hora, se a conta fosse alta, facilitava o pagamento em 2 ou 3 vezes...
Eu nunca fui ao médico e fiquei a dever...

Beijokas!