22 de outubro de 2007

Sexta à noite

Estava eu sem fone, net e tv, a ver se cravava alguém para um cafézito ou cinema, até que acabei por me decidir e ir com uns amigos à Cinemateca. O filme que ía ver não sabia qual era, porque não me souberam informar, mas fui à mesma, na garantia que quem tinha escolhido só podia ter escolhido um filme bom. E lá fui eu. Acho que o filme se chamava "O Amor é Mais Frio do que a Morte". Era um filme alemão de autor. Não façam caras esquisitas porque há filmes alemães bons. Eu gosto bastante de filmes europeus. Mas avancemos. Eu cheguei um pouco atrasada, mas nada de extraordinário. Entrei, sentei-me e olhei para a tela, aparecia um corpo em saltos altos, meias, ligas, robe branco, lenço na cabeça. Quando se virou percebi então que era um homem... e que em nada enganava. O filme começava bem, portanto. A história era à volta desse homem que em novo tinha trabalhado num matadouro, e para relatar esta parte da história, o autor não teve melhor ideia do que mostrar durante uns bons 5 a 10 minutos todo o trajecto das vacas até praticamente irem para os pratos, o que evitei, obviamente, ver, ou começaria a chorar que nem Madalena arrependida, e que lá se tinha apaixonado por um homem que disse que apenas se envolveria com ele no dia em que fosse mulher, e ele apanhou um avião até Casablanca, e lá cortou o chamado "pirilau". Como vêm a história é, no mínimo, original, e nem todos a iriam apreciar. O final, como já devem calcular, é o personagem principal suicidar-se. A mim estas coisas de transexualismo e afins não me chocam (muito), não fosse a narração e composição do filme para relatar um pouco estranha. Era preciso estar concentrada para apanhar tudo, e como acabei por adormecer em algumas partes, também não ajudou. Enfim, só eu me meto nestas coisas. A falta que um galão ou a televisão faz lol

1 comentário:

josecatela disse...

Acho mal que o crítico de cinema conte o final dos filmes. Estava eu a ficar todo contente com a possibilidade de um final feliz, que deve ser mantido em aberto, e de repente sou friamente "chocado" :(