16 de janeiro de 2009

Condóminos e Condomínios

É início do ano. É altura da reunião anual de condóminos. O ano de 2008 correu muito bem, pois pela primeira vez tivemos uma empresa que ficou responsável pela gestão do nosso prédio. E foi sem dúvida uma excelente decisão, pois a Cidade Condomínio (creio ser este o nome da empresa) é impecável.

A reunião correu de forma contínua, suave, sem sobressaltos, até que... Fui obrigada a apimentar as coisas. Uma das vizinhas com quem iria ficar como administradora residente (este ano calhou-me a mim e mais dois outros moradores), por questões familiares e de saúde, não poderia estar sempre disponível, pelo que havia pedido a outra vizinha para a representar. Infelizmente, a vizinha que escolheu foi precisamente a única pessoa com quem fui obrigada a cortar qualquer tipo de relação, pois tenho sérias dúvidas sobre a sua estabelidade emocional. Essa pessoa em questão nem sequer os bons dias me dá e, confesso, também não me faz diferença, e quem me conhece sabe bem a importância que eu dou a este simples acto de boa-educação.

Por este motivo, tive que me manifestar, pois não faria sentido ter que me encontrar com a referida "senhora" para discutir ou resolver assuntos de interesse de todos os moradores, quando esta pessoa não me dirige a palavra. Assim, disse que não seria boa ideia ser essa vizinha a representante, pois como, julgava eu, era de conhecimento de todos, as nossas relações, quando existentes, não eram as melhores. Quando levantei a questão, a referida pessoa manifestou-se com um "Ora essa... Ora essa" ao qual fui obrigada a perguntar-lhe à frente de todos "É mentira? É mentira?" e pela qual não obtive resposta. 

Felizmente esta situação foi rapidamente resolvida, quando uma das presentes se voluntariou em trocar a sua vez com a vizinha que não poderia dar o seu total contributo, pelas razões que referi anteriormente.

De todo o modo, não creio que venha a haver muito trabalho a fazer, pois a empresa contratada é quem trata e resolve a maioria dos problemas.

Vai ser a minha primeira vez, e estou com alguma curiosidade para ver o que, e como, se irá passar.

1 comentário:

colega da sara e condómino profundamente incomodado com a administração do seu prédio disse...

Quanto paga de quota? (se não for indiscrição) Tem garagem? Elevador? Senhora da limpeza? Portaria?